Menu

Os mini Slams

 IW BNP-Paribas-Open-2010-2BNP Paribas Open abre a temporada dos "mini Slams"

Estrutura, organização, jogos, público, animação, glamour, expectativa e clima de Grand Slam. Tão bom quanto acompanhar ou estar em um dos quatro majors do tênis é vivenciar a experiência de um torneio Masters 1000 ou Premier Mandatory. São nove ao longo da temporada da ATP e quatro na agenda da WTA, cada qual com suas histórias, características e detalhes que os tornam tão especiais.

Abrindo o calendário em março, um grande mês para o esporte, dois eventos consecutivos em solo americano chamam a atenção: o BNP Paribas Open em Indian Wells e o Sony Ericsson Open em Miami. São dois mil pontos e muito dinheiro em jogo, o que atrai um grande número de tenistas em lados opostos do país. O alto nível e a quantidade de dias de competição, dez e doze respectivamente, fazem dos primeiros Masters 1000 e Premier Mandatory da temporada dois mini Grand Slams.

O apoio e a presença da torcida, que lota as arquibancadas do início até o fim de cada torneio, também são fatores decisivos na preferência de muitos jogadores que consideram esta a melhor época nos calendários da ATP e da WTA. Em sua 37ª edição, com estimativa de público acima de 370 mil pessoas e com mais de 5 milhões de dólares em premiação, o primeiro torneio deles acontece no magnífico complexo do Indian Wells Tennis Garden, no deserto da Califórnia.

iw centre courtQuadra central em Indian Wells

O BNP Paribas Open está maior a cada edição. O investimento não é pouco e pode ser visto nas constantes melhorias não só para os jogadores, mas também para o público. Este ano a grande novidade é a Quadra 2, com capacidade para oito mil espectadores e dois restaurantes, em dezenove mil metros quadrados. A expansão também foi feita no estacionamento, agora com espaço para mais de dois mil veículos.

Para muitos, um torneio que merece duas semanas no calendário pois, além da grandiosidade, é essencial aos tenistas, afinal abre a temporada como o primeiro Masters 1000 e primeiro Premier Mandatory do calendário. Numa final emocionante com Juan Martin del Potro, o campeão de 2013 Rafael Nadal deu um grande passo na caminhada que o fez retomar o posto de número 1 do mundo. E Maria Sharapova, sem perder nenhum set sequer durante todo o torneio, triunfou na final com Caroline Wozniacki e reassumiu a segunda posição do ranking na época.

iw AnaIvanovic2013BNPParibasOpenDay39ZoObZ3CtjRxRoger Federer, Rafael Nadal, Ana Ivanovic, Victoria Azarenka e Novak Djokovic na inauguração das obras da Quadra 2, em 2013

iw - BNP Paribas Open tournament director Steve Simon conducts a tour of the new Stadium 2 at the Indian Wells Tennis Garden. Freelance photo- Rodrigo PenaO diretor do torneio, Steve Simon, apresenta a nova Quadra 2

Do deserto californiano, o tênis parte para a costa leste americana. Mesmo sendo torneios parecidos em tamanho, público e estrutura, cada um tem suas particularidades, características e desafios distintos, como as diferenças climáticas que em muito influenciam no desempenho dos atletas. O clima seco e árido em Indian Wells dá lugar à extrema umidade em Miami. Condições opostas que exigem alguns dias de recuperação, treino e adaptação.

Nada mal para quem está na Flórida! Afinal, Miami é sinônimo de praia, festa e badalação. E essa animação toda se reflete no torneio sediado no deslumbrante Crandon Park Tennis Center, na ilha de Key Biscayne. Assim como a cidade, o evento representa a diversidade. Prova disso é a vibração do público pelos jogadores, sejam quais forem suas nacionalidades. É o Australian Open dos mini Slams: bem democrático, por isso tão especial. E também unanimidade entre tenistas e fãs, que já o elegeram como o preferido na categoria.

sony open aereaVista aérea (e deslumbrante) do Crandon Park, em Key Biscayne

 DSCN2353Sony Open, o segundo "mini Slam" da temporada

O campeão de 2013 foi Andy Murray, que protagonizou um duelo exaustivo e praticamente indefinido até os últimos momentos com David Ferrer. Entre as mulheres, Serena Williams levantou um dos inúmeros trofeus conquistados na temporada, ao derrotar a campeã em Indian Wells, Maria Sharapova. Resultados que deram início à boa campanha desses top jogadores ao longo do ano.

Enquanto o próximo major não vem, aproveite para curtir os mini Slams. Não sei vocês, mas meus olhos brilham ao ver as quadras rápidas de Indian Wells e Miami. Cenários de batalhas físicas e mentais, onde o objetivo é começar bem o ano para não ter que correr atrás de tantos pontos durante a temporada e garantir uma boa colocação no fim da jornada. Quer motivo melhor, além do por-do-sol, pra não perder esse espetáculo?

masters-miamiQuadra central do Sony Open, em Miami

* Indian Wells, não foi dessa vez. Quem sabe em 2015! Mas estarei em Miami para trazer muitas informações, entrevistas e reportagens especiais de bastidores pra você, leitor do Tennis Report. Fique ligado também nas notícias e em minha coluna “Courtwalk” no site Tênis News. A gente se vê no Sony Open 2014!

* Imagens: Ariana Brunello / Divulgação ATP

voltar ao topo